Prestigiem o Link NOTÍCIAS

Infra-Estruturas

 

Em termos de infra-estruturas de transporte, de energia e telecomunicações, de um modo geral, a província está bem equipada. Para além de ligações a diversas regiões.....

de transporte rodoviário, ferroviário e aéreo ligam Malanje a Luanda onde se localiza também o principal porto do País. Quanto a geração e distribuição de energia, o PAC tem no seu perímetro a Hidroeléctrica de Capanda e a respectiva infra-estrutura de linhas de transporte e subestações para a província e algumas regiões do País.

Infra-Estruturas de Transporte, Energia Eléctrica e Recursos Hídricos

Transporte – As infra-estruturas de transporte que atendem o PAC são:
Aeroporto de Malanje, com voos comerciais regulares e pista pavimentada de 2.000 metros;
Aeroporto da Hidroeléctrica de Capanda, com pista pavimentada de 2.500 metros;

 

 

Caminhos de Ferro Luanda-Malanje, com estações em Malanje, Lombe e Cacuso, a necessitarem de melhorias em equipamentos de transbordo para que se adequem ao tipo de produção e de insumos para PAC;

 
Rodovias asfaltadas: EN 230 (Luanda – Malanje passando por Quizenga e Cacuso), EN 322 (Dondo – Cacuso, passando pela : Hidroeléctrica de Capanda), EN 140 (Malanje – Ponte do rio Kwanza, passando por Cangandala) e em fase de construção cerca de 173 km de rodovias secundárias e terciárias (ES) para acesso aos bairros e áreas produtivas.

 

 

Energia Eléctrica – O PAC pode aceder à energia eléctrica proveniente da Hidroeléctrica de Capanda que gera 520 MW. A jusante de Capanda, encontra-se em processo de construção a Hidroeléctrica de Laúca que terá capacidade de geração de 2.067 MW, com previsão de entrar em operação em 2016, o que induzirá a disponibilização de mais energia para o PAC a partir da Hidroeléctica de Capanda.

O transporte de energia é actualmente feito através redes de média e alta tensão com subestações em Capanda, Cacuso e Malanje. Além disso, foram iniciadas obras de ampliação destas subestações e a instalação de cerca de 162 km de linhas de transporte dentro do PAC, para abastecer os bairros e áreas produtivas.



Recursos Hídricos – Além do Rio Kwanza a região é banhada por outros cursos de água. Encontram-se em fase de estudo de engenharia o melhor aproveitamento dos recursos hídricos com vista a ampliar o potencial de áreas irrigadas na região do PAC.